A noite na Rambla

A Rambla é a avenida mais animada da cidade. Quer seja de dia quer de noite, está sempre apinhada de transeuntes errantes, prostitutas, homens-estátua, músicos, break-dancers, pintores, burlões, pedintes, vendedores ambulantes e sei lá que mais.

Podes percorrer a avenida a pé em 10 minutos, mas provavelmente demorarás mais de uma hora, com tanto espectáculo que há para te regalar os olhos.

O que me marcou mais foram, sem dúvida, os pintores de rua, dezenas deles, de géneros diferentes, mas quase invariavelmente de grande qualidade.

Havia retratistas e caricaturistas que desenhavam as pessoas ali e agora, elas sentavam-se e formava-se uma multidão a ver o trabalho minucioso do retratista ou os traços rápidos e seguros do caricaturista.

Havia os que expunham e vendiam as suas telas com temas da cidade, da tourada ou do flamenco, pintados a óleo de cores vivas e garridas, vermelhos e laranjas e amarelos, cores quentes que condiziam com a cidade abrasadora; e ainda os que desenhavam fantásticas paisagens fantasiosas em acrílico.

Um espectáculo de talentos multifacetados, digno de ser apreciado com calma e atenção.

Eis-nos na Rambla nocturna. Por incrível que pareça não estávamos a tentar ver quem é que conseguia fazer a maior cara de parvo.

1 comentário:

Vanessa disse...

ai nao tavam?!? eu ia jurar k sim.... :p
podias ter comprado uma caricatura tua!!!