Hostel nº 2

Ao fim de 3 noites em Barcelona decidimos ir para outro Hostel.

Foi sem dúvida uma excelente ideia.

Sendo a cidade bastante grande, isto permitiu-nos localizarmo-nos numa zona completamente diferente e assim poder visitar outras coisas.

Ao pequeno-almoço tirámos uma foto de despedida com as eslovenas, com promessas de nos voltarmos a encontrar e convites de ambas as partes para passar uns dias nas respectivas terras-natais:


Depois pusemos as mochilas às costas e apanhámos o metro para uma zona bastante mais periférica da cidade, onde se encontrava o nossa nova pousada.

Metro, por sinal, muito maior e mais complexo que o de Lisboa.

Lá chegados, tivemos de subir uma vertente inclinada durante uns dolorosos 20 minutos pois o albergue era no topo de um monte.

Mas o sítio vale sem dúvida a pena. Está rodeado de arvoredo e tem uma bonita vista sobre a cidade:


uma esplanada para os hóspedes:


E o edifício em si, antigo mas conservado, é extremamente invulgar, principalmente os interiores, decorados com inspiração arábica, mais uma vez em tons de vermelho, a cor que predomina e simboliza esta cidade quente, tão quente que estava sempre a ir-me pôr debaixo do chuveiro ou de fontes na rua para me refrescar, encharcava propositadamente as roupas e vestia-las assim, deixando-as secar no corpo.



Ficámos hospedados num dormitório para 16 pessoas e nem uma menina no meio delas... Travámos conhecimento com um arquitecto português de 30 anos, de Lisboa, que vinha visitar a cidade pelo marco que é para os da sua profissão; e com um grupo de jovens skaters franceses, que vinham participar num evento e que eram patrocinados pela Vans.

O resto da tarde passei-o a lavar roupa à mão no lavatório, que já não tinha nenhuma limpa (como é natural, não andámos às costas com roupa para 40 dias. De facto, tinha muito puca roupa).

E sendo o sítio tão acolhedor passámos a noite por ali, a ler na esplanada.

1 comentário:

Vanessa disse...

em primeiro lugar cxonfirma-se k a dita menina n é mm nada bonita lool em segundo lugar és mm javardolas, passo a citar --> "encharcava propositadamente as roupas e vestia-las assim, deixando-as secar no corpo." fim de citação